Prêmio Nobel da Paz Adolfo Pérez Esquivel traz apoio do Papa a Dilma

Leonardo Boff

Ver o post original 1.024 mais palavras

Centrais anunciam paralisação contra o golpe para 10 de maio  – Portal Vermelho

A terça-feira, 10 de maio, será o dia nacional de Paralisação e Mobilização contra o golpe. A data foi decidida pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e Intersindical e faz parte do calendários de atividades de pressão sobre os senadores que vão votar a admissibilidade do impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff. A organização para o ato deve começar imediatamente com a coordenação da Frente Brasil Popular nos Estados.

Fonte: Centrais anunciam paralisação contra o golpe para 10 de maio  – Portal Vermelho

A crise brasileira e a geopolítica mundial — Leonardo Boff

Seria errôneo pensar a crise do Brasil apenas a partir do Brasil. Este está inserido no equilíbrio de forças mundiais do âmbito na assim chamada nova guerra fria que envolve principalmente os EUA e a China. A espionagem norte-americana, como revelou Snowden atingiu a Petrobrás e as reservas do pre-sal e não poupou até a […]

via A crise brasileira e a geopolítica mundial — Leonardo Boff

Um golpe parlamentar e a volta reacionária da religião, da família, de Deus e contra a corrupção

Leonardo Boff

Um golpe parlamentar e a volta reacionária da religião, da família, de Deus e contra a corrupção
Leonardo Boff*

Observando o comportamento dos parlamentares nos três dias em que discutiram a admissibilidade do impedimento da presidenta Dilma Rousseff parecia-nos ver criançolas se divertindo num jardim da infância. Gritarias por todo canto. Coros recitando seus mantras contra ou a favor do impedimento. Alguns vinham fantasiados com os símbolos de suas causas. Pessoas vestidas com a bandeira nacional como se estivessem num dia de carnaval. Placas com seus slogans repetitivos. Enfim, um espetáculo indigno de pessoas decentes de quem se esperaria um mínimo de seriedade. Chegou-se a fazer até um bolão de apostas como se fora um jogo do bicho ou de futebol.

Mas o que mais causou estranheza foi a figura do presidente da Câmara que presidiu a sessão, o deputado Eduardo Cunha. Ele vem acusado de muitos crimes e é…

Ver o post original 517 mais palavras

Os derrotados nas urnas querem ganhar pelo poder e não pelo direito

Leonardo Boff

No emaranhado das discussões atuais relativas à corrupção importa desocultar o que está oculto e que passa desapercebido aos olhos pouco críticos. O que está oculto? É a vontade persistente dos grupos dominantes que não aceitam a ascensão das massas populares aos bens mínimos da cidadania e que querem mantê-las onde sempre foram mantidas: na margem, como exército de reserva para seu serviço barato.

A investigação jurídico-policial dos crimes na Petrobrás que envolve grandes empreiteiras e o PT envolve também muitos outros partidos, como o PPS, o PMDB e o PSDB, beneficiados com subsídios e propinas para suas campanhas. Por que ela é conduzida de forma a se centrar unicamente nos membros do PT? O objetivo principal parece não ser a condenação dos malfeitos, que obviamente devem ser investigados, julgados e punidos. Mas o PT não está sozinho nesse imbróglio. A maioria dos grandes partidos estão metidos nele. Quem deles não…

Ver o post original 737 mais palavras

Os continuadores da Casa Grande estão voltando — Leonardo Boff

Toda crise desbasta as gangas e traz à luz o que elas escondiam pois sempre eram atuantes nas bases de nossa sociedade. Aí estão as raízes últimas de nossa crise política, nunca superada historicamente; por isso, de tempos em tempos afloram com virulência: o desprezo e a humilhação dos pobres. É o outro lado da […]

via Os continuadores da Casa Grande estão voltando — Leonardo Boff